1 de fev de 2011

Review de "Collateral Damage"

Collateral Damage, episódio que trouxe de volta a segunda parte da terceira temporada tratou de um assunto bem delicado, um pai acusado de matar sua filha bebê.

Frank, o pai, não se conformou com todas as acusações , principalmente feitas pela esposa. Durante uma emboscada a furgão que levava os prisioneiros , Frank encontra a oportunidade de fugir. Ele acaba invadindo sua própria casa e seqüestrando sua mulher, levando Kerry a clínica onde autópsia do bebê foi feita e as acusações foram geradas.Lá ameaça os médicos envolvidos a fazer outro teste pra provar que não matou sua filha.

A SRU é chamada no caso e Ed que passa por alguns problemas com sua família se coloca no lugar de Frank. A Equipe tenta invadir o local onde Frank mantém os reféns. Sam entra pelo tubo de ventilação e Jules se posiciona como Sierra. Essa cena foi bem emocionante quando o ventilador começa a rodar e o Sam fica preso, Wordy tentando agüentar o peso, Jules com a mira totalmente cega , Spike nervoso com o barulho do alarme e Ed na mira de Frank, tendo que lidar com com a situação de Sophie no hospital e a chance de tomar um tiro a qualquer hora, mas tudo correu bem no final pois Sam consegue jogar o flash e eles dominam Frank que vai preso. E os testes confirmaram, o bebê morreu de meninginte bacteriana. Ed vai para o hospital ver Sophie e descobre que será pai de uma menina. Agora adiantando pra vocês que o nome da filha de Ed será Isabel e foi escolhido por um fã da série.

Ótima participação do ator Jonathan Scarfe que interpretou o Frank e a música tocante por conta da cantora Coutrney Jones com a canção Weightless.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com spams, propagandas, correntes, assuntos fora do contexto da matéria ou do Fansite e conteúdos ofensivos, serão excluídos, assim também como comentários anônimos.