29 de ago de 2011

Audiência e retorno de Flashpoint


Desde que a 4° temporada de Flashpoint estreou, a série vem sendo líder todas as sextas feiras às 8 da noite, tanto na CBS quanto na CTV. Segue abaixo, os números no Canadá e EUA:

PERSONAL EFFECTS
CTV: 1.4 milhões
CBS: 6.23 milhões

GOOD COP
CTV: 1.05 milhões
CBS: 6.13 milhões

RUN JAMIE RUN
CTV: 1.537 milhões
CBS: 6.34 milhões

THROUGH A GLASS DARKLY
CTV: 1.430 milhões
CBS: 6.84 milhões

THE BETTER MAN:
CTV: 1.254 milhões
CBS: 6.33 milhões

A DAY IN THE LIFE
CTV: 1.406 milhões
CBS: 7. 38 milhões

SHOCKWAVE:
CTV: 1.313 milhões
CBS: 6.87 milhões

Infelizmente, mesmo com toda a audiência e liderança, há grandes chances (99%) da CBS não mais exibir Flashpoint. Pelo visto, Shockwave foi o último episódio da série na emissora Americana. Podemos dizer sim, que se ela não voltar, a série fechou com chave de ouro, como a série número 1 nos Estados Unidos nas noites de sexta-feira. O canal à cabo ION, já tem os direitos e irá exibir a série nos EUA. A CTV (Canadá) já anunciou a data da volta de Flashpoint, que entrou em hiatus depois de Shockwave. A série volta dia 19 de Setembro especialmente em uma segunda feira e a partir do dia 27 vai para às terças feiras no horário das 8 da noite.

21 de ago de 2011

Comentários: "A Day in The Life"

Dia dos namorados em pleno Agosto? Sim, sim, sim, esse foi o tema de "A Day in The Life".

*CONTÉM SPOILERS*


No "dia mais ocupado do ano" segundo Sam Braddock, a Equipe 1 tem que enfrentar três, sim, três 'Hot Calls' e além disso, nos apresentar o novo membro da SRU: Rafik 'Raf' Rousseau, vivido por Clé Bennet. Um novo membro, uma nova abertura certo? CERTO!!! Confiram:



Quem gostou, bate palma! Eu particularmente gostei muito, achei mais vibrante do que a abertura da terceira. Mas voltando ao episódio, pontos que merecem ser comentados: A negociação da Jules logo no primeiro caso do dia. Foi um dos tops do episódio e poderia ter sido a cena final. Por quê? Porque a emoção de uma negociação bem resolvida vale bem mais. As palavras são bem mais fortes e trazem muito mais emoção, principalmente quando tudo corre bem, e a pessoa é salva somente por uma negociação bem sucedida. Poderia ter fechado com chave de outro. A história do suícida foi muito boa, a negociação sem comentários, tirando Raf quase levando tudo por água abaixo, foi tudo muito bem encaixado. Jules contando um pouco de sua vida, a história de seu amigo ter se matado, ela tentando trazer Carry de volta a salvo, foi lindo. Tudo bem que ela colocou um pouco de terror no pobre homem: "Eu posso te dizer o que acontece quando seu corpo atinge o chão e seu crânio explode". Ai.

Raf negociando logo no primeiro episódio. Achei um pouco de mais, mas o bom é que deu certo. O cara é bom...ou pelo menos teve sorte de iniciante. Repararam na voz de locutor de rádio dele? O legal também é que ficou dando pra conhecer um pouco mais da vida pessoal dele nesse primeiro contato.

E o último caso do dia, não foi lá tão vibrante quanto o primeiro. Foi interessante sim, ver a equipe toda entrando no prédio, aquele clima de tensão, o cara mata ou não mata, o que afinal ele quer e etc. Isso gerou um clima legal, mas não senti tanta emoção quanto no primeiro caso. Senti a falta da negociação do Greg. Ele simplesmente conversou com Marina pelo fone, dizendo ou não o que ela deveria fazer. Ed novamente dá um "scorpio" e mata o suspeito. Não faz muito tempo que ele matou outro.

O final foi legal, Jules, Sam, Natalie, Spike no bar e Raf ...cantando??? Mais um cantor na série...será? Ed e Sophie...e Greg e...Marina!! Será um novo romance no ar??? o 'Sarge' tá precisando de uma companheira...vamos torcer pra que dê certo.

19 de ago de 2011

"Shockwave" : sinopse e vídeo


Mais um episódio nessa sexta feira, dessa vez o 7° e último dessa primeira parte da 4° temporada. Flashpoint entra em hiatus e provavelmente volta em Setembro/Outubro. "Shockwave" é o nome do episódio dessa sexta, indo ao ar pela CBS e CTV às 8 da noite. O episódio será focado em Spike, mas teremos a participação do paramédico Steve (para ódio dos fãs de Jules e SAm) e uma super participação especial, o co-criador Mark Ellis.

Sinopse:

Spike (Sergio Di Zio), Raf (Cle Bennett) e Sam (David Paetkau) ficam presos no subsolo após bombas explodirem em um prédio de escritórios. Enquanto Ed (Hugh Dillon), Parker (Enrico Colantoni) e Jules (Amy Jo Johnson) lutam para resgatar os membros da sua equipe e outras vítimas inocentes, Spike descobre outra bomba, ainda mais poderosa. A equipe não será capaz de resgatar todas as vítimas presas antes da bomba detonar e a única chance de Spike desarmar a bomba é encontrar o homem brilhante que construiu. Mas com o relógio correndo, a equipe pode descobrir a sua identidade a tempo?

Video Promo


17 de ago de 2011

Hot Call, Gear Up!


Atenção fãs, nessa sexta-feira (19/08) o episódio "Shockwave" será o último dessa primeira parte da 4° temporada. Flashpoint entra em hiatus e será anunciado em breve pela CTV quando os novos episódios serão exibidos. De acordo com a produção da série, a CBS e CTV tem agendado na programação episódios reprisados durante todo o "verão" (Agosto) até Setembro. A CTV já tem Flashpoint para exibir na "fall season", então provavelmente a série volta com episódios inéditos no final de Setembro/Outubro. A CBS ainda não se manifestou sobre a renovação de Flashpoint, mas é 99% de chance que não renovem. A CTV tem a série renovada para a quinta temporada. A ION já tem os direitos da série e em breve começará a exibir todas as temporadas e os episódios restantes da 4° nos EUA. As filmagens da quarta temporada estão na fase final.

15 de ago de 2011

Comentários : "The Better Man"


Recomendamos pra quem ainda não assistiu, que não leiam os comentários. SPOILERS ABAIXO.


Realmente, "The Better Man" foi um episódio que amamos e odiamos ao mesmo tempo. A história foi muito boa, cheia de ação e emoção mas...

O quinto episódio da 4° temporada teve todo um clima de despedida. Nosso querido oficial Kevin Wordsworth, mas conhecido como Wordy, deixa a SRU. Para a tristeza dos fãs de Michael Cram, Wordy é diagnosticado com Parkinson, fazendo assim com que o personagem deixasse a série.

Não vou focar muito na história do episódio nesse comentário, porque o acontecimento marcante foi a saida do Wordy. Não quero pegar o Ed pra Cristo, mas pessoalmente achei que teve uma parcela de culpa sim. Tudo bem que ele é o lider da equipe e ele só estava querendo o bem de todo mundo, mas quebrar o armário do amigo e pressionar o cara não ia tirar muito do Wordy. O Greg também errou em não ter contado nada, isso poderia ter evitado uma atitude mais impulsiva do Ed. O próprio Wordy poderia ter evitado tudo isso, contando logo o seu problema. Mas o que mais incomodou na minha opinião, foi o fato do Ed ter o tempo todo na missão ignorado o Wordy e tratado o como se fosse um perigo iminente, não digo que não era um perigo, mas o cara tava super bem na missão, sem apresentar qualquer sinal de tremor. Tanto estava bem ,que foi ele que pegou o suspeito que tava fugindo e salvou o dia na cena final.

Resultado, Wordy pediu pra sair, alegando ser uma bomba relógio, com medo de por o time em perigo e etc. Ed pode até ter aberto os olhos de Wordy, fazendo ele perceber que tava na hora de tomar uma atitude e contar pro time e tudo mais, mas nada diminui a pressão psicológica que o cara tomou. Acho que foi um pouco demais a frase do Ed no final sobre ficar sem o Wordy, e tal. Não estou dizendo que ele queria que o Wordy saísse, eles são amigos, são um time, uma família. Mas como uma pessoa fica sabendo que o lider da equipe não vai ve-lô mais da mesma forma, que o time corre perigo estando perto dele? Complicado.

Bom e assim se foi mais um membro da SRU. Adeus Wordy. Ou melhor, até logo, porque segundo Mark Ellis, "Wordy voltará".

• Gostaríamos de saber qual é a opinião de vocês sobre o episódio, pois ele merece ser discutido. Vocês acham que Ed realmente pressionou demais ou Wordy percebeu por conta própria que não dava mais? Comentem com a gente no chat do blog ou no twitter!

11 de ago de 2011

"A Day in The Life" sinopse e video

Nessa sexta vai ao ar o 6° episódio da 4° temporada: "A Day In The Life". Mark Ellis, co -criador da série, disse em seu twitter hoje "O episódio será um pouco diferente". Como será esse "diferente" não sabemos, o fato é que história se passa no "Valentine's Day" ( ou Dia dos Namorados) e um novo recruta entra no time, o ator Clé Bennet. É esperar pra ver.

Sinopse:

Quando Raf, um novo recruta, junta-se uma equipe, ele aprende o que significa ser um membro da Unidade de Resposta Estratégica, em um dos dias mais duros do ano para situações com reféns e suicidas: O Dia dos Namorados.

Video Promo (CBS):



7 de ago de 2011

Comentários de "Through a Glass Darkly"

Um assunto familiar, foi o tema de "Through a Glass Darkly". Mãe e filha sequestradas e um possivel envolvimento da avó.


Normalmente, assutos familiares têm uma temática bem mais delicada de ser tratada. Não foi diferente com o 4° episódio. Uma coisa que quase sempre acontece quando família está envolvida, é que Jules e Greg sempre tomam a frente, interrogam e traçam o perfil. Mas isso é o trabalho dos dois como negociadores que por sinal fazem muito bem. E foi o que eles fizeram, interrogaram a avó e descobiram que a pobre coitada também estava sendo enganada. Vítima do mal de Alzeheimer, seu prórpio funcionário se aproveitou e a enganou, armando um plano em que Jess estava envolvida com drogas e prostituição. Grande trabalho da atriz Linda Thorson interpretando a avó, Elaine.

O "Team One" estava lá pra salvar o dia novamente e Ed Lane dá um tiro certeiro no sequestrador. Gostei muito da cena, principalmente porque Wordy foi o "guia". E por falar em Wordy, a coisa não ficou muito boa pra ele não...o que será que ele esconde hein? Qual será o motivo dos remédios? Bem, o Ed ficou tão incomodado com o assunto que arrombou o armário de Wordy e leu etiqueta do frasco...a cara dele não foi muito boa...

E aí...o que vocês acham que pode ser...? Alguma doença grave? Drogas...? Hmm....as perguntas serão respondidas no próximo episódio: "The Better Man".

5 de ago de 2011

"The Better Man" : sinopse e video


Novo episódio da 4° temporada de Flashpoint, "The Better Man" vai ao ar hoje pela CTV e CBS às 8 da noite. Esse episódio tem tudo pra ser um dos mais marcantes de toda a série. Segundo Mark Ellis em seu twitter hoje mais cedo: "Você vai amar e odiar o episódio de hoje a noite..."

Sinopse: A carreira de Wordy está ameaçada e a missão da equipe em derrubar um círculo de drogas corre o risco de ser comprometida, quando um segredo no departamento é revelado.

Video promo (CBS):

3 de ago de 2011

Flashpoint lidera em número de indicações ao Gemini Awards!

Hoje pela manhã foram anunciadas as nomeações ao Gemini Awards 2011. Flashpoint pela 3° vez consecutiva, lidera, dessa vez com 18 indicações!


As principais categorias receberam indicações. Enrico Colantoni foi indicado como Melhor Ator em Série Dramática e Sergio Di Zio como Melhor Ator Coadjuvante em Série Dramática. Indicados também na categoria Melhor Roteiro em Série Dramatica, estão Mark Ellis e Stephanie Morgenstern (criadores da série) . David Frazee leva indicação como melhor Diretor em Série Dramática e a série indicada como MELHOR SÉRIE DRAMÁTICA. Hugh Dillon também recebeu uma indicação, mas não foi por Flashpoint e sim por Durham County. Ele concorre na categoria melhor ator com seu colega de elenco, Enrico Colantoni.

Abaixo segue a lista de todas as indicações de Flashpoint:

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------
○Melhor Projeto - Ficção (Best Cross-Platform Project) : Flashpoint Tranning Day (Patrick Crowe, Keith Clarkson, Thomas Wallner)

○Melhor Série Dramática (Best Dramatic Series) : Flashpoint (season 3) (Anne Marie La Traverse, Bill Mustos)

○Melhor Direção em Série Dramática (Best Direction in a Dramatic Series) David Frazee (Acceptable Risk)

○Melhor Trilha Original em Programa ou Série (Best Original Music Score for a Program or Series) - Amin Bhatia, Ari Posner ( Acceptable Risk )

○Melhor Fotografia em Programa ou Série Dramática (Best Photography in a Dramatic Program ou Series) - Stephen Reizes ( Acceptable Risk)

○Melhor Edição em Programa ou Série Dramática (Best Picture Editing in a Dramatic Program or Series) - 2 indicações : Christopher Donaldson (Acceptable Risk) & Laura Mazur (Jumping at Shadows)

○Melhor Design de Produção ou Direção de Arte em Programa de Ficção ou Série. (Best Production Design or Art Direction in a Fiction Program or Series) - John Dondertman, Elizabeth Calderhead (Acceptable Risk)

○Melhor Som em Série Dramática (Best Sound in a Dramatic Series) - Janice Ierulli, Mike Baskerville, Sue Conley, John Dykstra, Steve Hammond, Mark Shnuriwsky, Zenon Waschuk (Jumping at Shadows )

○Melhor Roteiro em Série Dramática (Best Writing in a Dramatic Series) - Mark Ellis & Stephanie Morgenstern (Jumping at Shadows)

○Melhor Realização em Elenco (Best Achievement in Casting) - Marissa Richmond (Jumping at Shadows)

○Melhor Performance por um Ator Principal em série Dramática (Best Performance by an Actor in a Continuing Leading Dramatic Role) : Enrico Colantoni (Jumping at Shadows)

○Melhor Performance por um Ator Coadjuvante em Série Dramática (Best Performance by an Actor in a Featured Supporting Role in a Dramatic Series) - Sergio Di Zio (Acceptable Risk/Fault Lines)

○Melhor Performance por Ator Convidado em Série Dramática (Best Performance by an Actor in a Guest Role, Dramatic Series) 3 indicações - Colin Cunningham (The Other Lane) , Tim Rozon (I'd Do Anything) & Jonathan Scarfe ( Collateral Damage)

○Melhor Performance por uma Atriz Convidada em Série Dramática (Best Performance by an Actress in a Guest Role, Dramatic Series) 2 indicações - Liisa Repo-Martell (Acceptable Risk) & Kristen Thomson (Jumping at Shadows)

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------

No site The Globe and Mail, tem uma reportagem em vídeo sobre o Gemini, incluindo uma entrevista com Enrico Colantoni: clique aqui

A cerimônia do 26° Gemini Awards, será no dia 7 de Setembro em Toronto. A lista completa dos indicados, pode ser encontrada no site do Gemini: www.geminiawards.ca

A equipe do Flashpoint-Brasil parabeniza a todos os indicados ao Gemini Awards!

Futuro incerto de Flashpoint na CBS


Durante a conferência de imprensa de verão 2011 da Television Critics Association (TCA) hoje, a presidente da CBS, Nina Tassler disse que o futuro de Flashpoint não é garantido. "Nós não decidimos ainda....Mas eu acho que não."

A CBS exibiu 6 episódios da ultima temporada (de Collateral Damage a Fault Lines) e pegou mais 7 episódios inéditos (os primeiros da 4 temporada no Canadá) e os chamou de 4 temporada. Sendo assim, quando os 7 episódios inéditos forem exibidos, sendo que já foram 4, a CBS não garante uma renovação.

O que salva os fãs americanos, é que a ION irá exibir os episódios restantes e inclusive irá exibir todas as temporadas passadas. A ION já começou a fazer a promoção da série com comerciais em seu canal e divulgação em seu site. E no próprio site, vocês podem confererir um ótimo video promocional, é só clicar no banner de Flashpoint no slide show, na página principal: ION

Lembrando que a emissora canadense CTV já renovou Flashpoint para uma 5° temporada com 18 episódios.

Realmente é incompreensivel a não renovação de Flashpoint pela CBS, uma série quem vem tendo um índice de audiência altíssimo em seu horário, é sempre o líder e tem milhões de fãs e concerteza gera muito dinheiro pra CBS. O jeito é esperar que decisão da presidente seja positiva, como ela mesma disse, nada decidido ainda.

2 de ago de 2011

Comentários de "Run Jamie Run"

Mais um grande episódio, sem dúvida nenhuma Flashpoint consegue ficar melhor a cada episódio.


"Run, Jamie, Run" vem contar a história de Darcy, ou Jamie Dee no mundo virtual. Conhecido como o Robin Hood da internet , Jamie expunha corrupção de pessoas em seu blog e em seu twitter, gerando assim uma infinidade de fãs que admiravam e o apoiavam seu atos criminosos , como roubar seus alvos.

A forma com que esse assunto foi tratado gerou uma dinâmica muito boa para o episódio, onde a total correria gerou nos fãs o pensamento: "Posso respirar agora?". O que chamava a atenção no Jamie era a inteligência e rapidez. Ele provou isso na cena que é perseguido pelo Ed, e quando todo mundo achava que ele ia ser pego...bye bye.

Mas em certo momento, ele não foi tão esperto assim, a menina que ele estava apaixonado , Sage, não era menina e sim o filho de um magnata que queria ver seu pai ser humilhado em rede nacional. Jamie armou tudo pensando que Steve Cunninghan tivesse abusado de sua filha, Sage. Mal ele sabia, e quando ele estava pronto pra rubar a grana, o Team One aparece e Kyle é desmascarado. O cara tão esperto, caiu como um patinho , mas determinado Jamie não deixa barato e ameaça matar Kyle. Eis então que surge Jules pra salvar o dia com uma bela negociação. Amy Jo Johnson recebe os parabéns dessa vez , linda atuação não acharam?

O que tá sendo muito bom nessa temporada, da mesma forma que foi a terceira, é que todos os personagens estão sendo mais explorados. Fora a vida pessoal, que será tema dessa temporada, os personagens estão ganhando mais diálogos e mais ações nas missões, o que não ocorreu tanto na 1 e nem na 2 temporada. As ações e histórias eram mais centradas no Ed e pelo fato do time ter 7 membros, faltava espaço pra desenvolvimento. O próprio Mark inclusive disse recentemente, que 6 personagens somente, fazem com que ele possa desenvolver mais cada um.

Mas voltando ao episódio...Natalie Braddock voltou. Sinceramente, estou achando que ela vai dar um pouco de trabalho pro Sam. Depois de ter aparecido na SRU de surpresa e ter agido como a cunhada íntima da Jules na frente de todo mundo, ela coloca umas minhocas na cabeça dele em relação ao namoro com a colega de equipe e o trabalho. E além disso, será que teremos mais um casal na série? Ela pareceu ter se encantado por Spike.

Lindamente escrito por Ian Weir e maravilhosamente dirigido por Kelly Makin, esse foi "Run Jamie Run".